Ads Top

Roger Waters defende ditadura de Maduro. Mas este senhor não era um baluarte da Democracia?



Como não poderia deixar de ser, o antissemita Roger Waters fez questão de deixar bem claro ao mundo que defende o regime bolivariano de Nicolás Maduro, deixando claro que é solidário ao carniceiro chavista. O músico foi taxativo em seu Twiiter: "parem de tentar destruí-los".

Comovente.

O caso é que isso cria certo embaraço para aqueles brasileiros que usaram a manifestação e Waters contra Bolsonaro para dizer que "o músico era um libertário lutando por democracia no mundo". Não parece ser este o caso da Venezuela.

Ou talvez não, já que este tipo de escória costuma se esconder quando confrontada com fatos inconvenientes. Infelizmente para eles, nós não esquecemos.


Curta o Reacionário no Facebook:


[left-sidebar]







Tecnologia do Blogger.