Ads Top


Patrícia Campos Mello só está apanhando nas redes por fazer militância travestida de jornalismo



A tal matéria que relaciona o candidato Jair Bolsonaro a um suposto esquema de impulsionamento ilegal de mensagens no Whatsapp foi escrita pela jornalista Patrícia Campos Mello. Ela ficou muito famosa nos últimos meses por conta de uma previsão completamente maluca sobre financiamento do Porto de Mariel ser um "golaço da diplomacia brasileira". Quer dizer, não foi uma previsão maluca mas sim uma tentativa de legitimar o crime praticado pelo governo petista ao financiar uma ditadura.

Esta mesma Patrícia Campos Mello aparece neste vídeo afirmando a partir dos 9 minutos declarando ser de esquerda e eleitora do Partido dos Trabalhadores.



É evidente que estas posições da jornalista sofreriam um estrondoso repúdio por parte não só dos apoiadores do candidato, mas sim de qualquer um com o mínimo de discernimento e amor a verdade. A jornalista plantou um factoide para justificar as posições golpistas da campanha de Fernando Haddad.

É preciso deixar claro que o jornalismo deve ser livre e independente, mas que a sociedade tem o direito de repudiar a militância extremista travestida de informação. Não é possível que alguém que se apresenta como profissional de imprensa faça acusações tão contundentes como a de caixa dois sem ao menos apresentar um único documento.

O que temos visto até aqui, sobretudo nas últimas horas do petismo, é um desmedido desespero por parte de quem foi repudiado pela população nas urnas. Como não vencem no voto, adotam a mesma estratégia golpista dos Democratas ao sugerir que a escolha no opositor se deu não pela racionalidade do eleitor que não deseja a continuidade de um governo que lhe causou prejuízos incomensuráveis, mas sim uma suposta conspiração que manipulou a opinião pública.

Seja como for, o medo e a mentira já estão derrotados. Como disse Cid Gomes, vão perder feio. No final das contas estas escaramuças finais servirão apenas para ampliar o desgaste e a humilhação das esquerdas. 

 Curta o Reacionário no Facebook:



[left-sidebar]
Tecnologia do Blogger.