Ads Top


A urna puniu Grazziotin, Requião e Lindbergh. Sem foro, terão que se resolver com a Justiça depois de 31 de Janeiro


Vanessa Grazziotin, Roberto Requião e Lindbergh Farias não irão mais empestear as dependências do Senado Federal com suas presenças imundas. Cada qual voltará para a sarjeta de onde jamais deveriam ter saído a partir de 31 de Janeiro de 2019. E ainda terão que se resolver com a Justiça.

Vanessa Grazziotin terá que explicar os R$ 1,5 milhão que a Odebrecht Ambiental despejou em sua campanha fracassada para a Prefeitura de Manaus em 2012. Para quem não se lembra, foi ali que a comunista desesperada forjou um ataque para acusar seu adversário Arthur Virgílio antes de um debate televisivo. Desmascarada, perdeu a disputa. Agora fora do Senado só não corre o risco de ser apanhada pela Operação Lava Jato porque o ministro Edson Fachin entendeu que os crimes narrados pelo ex-presidente da Odebrecht Ambiental Fernando Reis não se conectavam diretamente com o que era investigado pela força-tarefa de Curitiba.

continua depois da publicidade

Lindbergh Farias também pagou caro por suas posições contra o Brasil. Defensor do regime bolivariano e corrupto que responde a oito processos por corrupção Passiva, crime de Licitações e improbidade administrativa, superfaturamento de obras e gestão fraudulenta do instituto de aposentadoria dos servidores públicos municipais. Ao invés de fazer como Gleisi Hoffmann, sua colega de bancada da chupeta que abriu mão do Senado para se eleger deputada de forma mais tranquila, Lindbergh resolveu levar tudo no peito achando que o eleitor não havia marcado sua cara. Agora está há alguns passos da cadeia.

E por que não falar em Roberto Requião? O mais petista dos medebistas foi um dos que mais insistiram na furada tese do golpe. O caudilho comedor de sementes de mamonas chegou a usar a tribuna do Senado Federal para comemorar a morte de Margaret Thatcher enquanto exaltava o regime carniceiro de Hugo Chavez. Depois de defender Dilma Rousseff do impeachment e tentar melar o processo, acabou golpeado pelas urnas. 

E sabem o que é melhor? Ninguém sentirá falta desta turma.


  Curta o Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]





Tecnologia do Blogger.