Ads Top


Governo França deve explicar o pagamento de R$ 39 mil para ONG gerenciar playlist tocada no Metrô



Coisas estranhas estão acontecendo em São Paulo, como mostra a reportagem do Techmundo sobre a música ambiente recém-implantada no Metrô da cidade

Os paulistanos que utilizam metrô para locomoção devem ter notado que, desde a sexta-feira passada (6), algumas estações estão com música clássica, jazz e MPB como som ambiente — hoje (11), mais de 55 estações já contam com as músicas. Segundo o Metrô SP, a ideia é que o som ambiente também diminua o stress do paulistano.
A empresa responsável pela lista de músicas reproduzidas é o Instituto de Cultura e Cidadania (iCult), que recebe R$ 39 mil por mês do Governo de São Paulo para gerir as playlists, segundo o Bom Dia SP.
O iCult está utilizando o sistema de som já existente do Metrô de São Paulo para emitir as músicas nacionais e internacionais, que transitam entre os gêneros clássico, jazz, bossa nova, MPB e samba. A playlist de R$ 39 mil por mês conta com mais de 200 músicas.

continua depois da publicidade:



Alto lá: a música ambiente no Metrô custará quase R$ 40 mil? Não é um custo alto se levado em conta o retorno? É necessário pagar para uma ONG executar uma tarefa tão simples quanto gerir uma playlist? Isso é serviço que pode ser executado até por um estagiário ou menor aprendiz. Será que esta ONG pode apresentar os custos de tão complexa operação? Vejamos o que diz o TechMundo:

O TecMundo ligou para os dois números disponibilizados pelo Instituto de Cultura e Cidadania para checar a planilha de custos: o primeiro redireciona para um edifício residencial e o segundo está indisponível. Realizamos contato por email, sem resposta até o fechamento desta matéria.
Caso seja liberado acesso para a planilha de custos sobre os R$ 39 mil mensais, o TechMundo vai atualizar esta matéria

Tudo está muito nebuloso. O governador França não faz outra coisa que não usar a máquina pública para privilegiar setores da extrema-esquerda - incluindo lotear secretarias entre comunistas até a ordem de que a Polícia Militar não interferisse no entorno do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC quando Lula promoveu aquele circo midiático depois de decretada sua prisão. Agora sabemos que ONGs são bancadas com dinheiro público para fazer algo que qualquer adolescente mediano sabe fazer.


Curta o Reacionário no Facebook:




[left-sidebar]


Tecnologia do Blogger.