Ads Top


Reação desproporcional com babaquice de brasileiros na Rússia vem dos que querem linchamento travestido de Justiça





Alguns brasileiros bêbados cercam uma moça estrangeira na Rússia. Nos tempos das selfies e dos stories, qualquer coisa toma proporções imprevisíveis. Não foi diferente com o ato cretino dos nossos conterrâneos induzindo  moça ao ridículo com várias expressões chulas. De fato, um episódio deplorável.

Reação desproporcional com babaquice de brasileiros na Rússia vem dos que querem linchamento travestido de Justiça

Mas há sempre um porém: mesmo quem acha vergonhoso abordar uma mulher na rua para expô-la ao ridículo deve reconhecer que  reação deve ser minimamente proporcional - exatamente o contrário da reação raivosa que se vê agora. As reações vão desde a demissão de um dos envolvidos que trabalhava em uma companhia aérea em São Paulo até a abertura de processo disciplinar por parte da Corregedoria da Polícia Militar de Santa Catarina. Em nota a corporação segue o mesmo tom de gravidade exagerada de entidades como a OAB e o PSOL. Não contentes, os fascistas do Ministério Público do mesmo estado quer que a corporação abra um inquérito. Para o promotor de Justiça Paulo Mendonça Neto, as imagens sugerem crimes de assédio e racismo. Em Pernambuco alguns grupos feministas preparam uma recepção para hostilizar um dos homens que aparecem no vídeo. 

É óbvio que se trata de um grande exagero. Quem lê as manifestações da Assembléia Legislativa de Pernambuco, da OAB, da PM-SC e do Ministério Público podem até pensar que os brasileiros se organizaram em uma gangue para estuprar mulheres russas. Houve uma grosseria sem precedentes no episódio, mas nada que chegue perto de ser crime. O que há aqui, senhores, é algo muito próprio de diversos setores da sociedade: a mistura do oportunismo com hipocrisia e fundamentalismo. 

continua depois da publicidade



Quem quer que analise o episódio com frieza irá identificar de imediato a falta de compostura e de maturidade do grupo, mas certamente ninguém falará em processo, prisão ou escracho público. Não os que são razoáveis o suficiente para defenderem a Justiça. Em momentos assim fica fácil separar os democratas dos sedentos de sangue ou nos que aproveitam o caos para autopromoção. Serão os primeiros a sugerir penas desproporcionais ou que simplesmente não encontram qualquer amparo no ordenamento jurídico para penalizarem o infeliz. 

Vejam este caso: a PM de Santa Catarina parece ter se quedado diante dos urros totalitários da turba politicamente correto. Expõe um membro da corporação que nunca faltou com seus deveres e o joga aos leões. Se perguntados, nenhum dos comandantes ou dos membros da corregedoria irão conseguir apontar qualquer crime praticado pelo tenente. Simplesmente por não haver crime. Como disse Leandro Narloch, babaquice não é crime. Nisso se incluí tanto a tosca brincadeira dos brasileiros quanto a leviandade de alguns que hoje querem empalar os baderneiros por conta de uma brincadeira de péssimo gosto. 

Este episódio é esclarecedor: mostra como boa parte de nossa sociedade é hipócrita. Muitos que riam com o Pânico na TV fazendo a mesma coisa no estrangeiro agora observam o vídeo dos brasileiros como algo sem precedentes. Outros aproveitam a oportunidade para simular virtudes, afinal, todos querem ser vistos como pessoas esclarecidas e humanistas nos tempos de redes sociais. Somam-se a eles os oportunistas que pretendem emplacar bandeiras políticas. Estes instrumentalizam o gado para que seja feita sua vontade. Notem que muitos destes farsantes se apresentam sempre como "defensores dos Direitos Humanos", mas querem medidas inquisitórias contra alguns inditosos. A esmagadora maioria destes são da turma que quer "Lula Livre", que diz defender o devido processo legal e uma justiça não seletiva. Mas ao mesmo tempo não pedem justiçamento contra o homem que chamou as militantes de seu partido de "mulheres do grelo duro". O que é lamentável é que esta gente acaba se dando bem pois sabe que boa parte dos brasileiros não querem justiça, mas sim linchamento.


Curta o Reacionário no Facebook:




[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.