Ads Top

Fala de Gilmar sobre "prisão de presidente manchar imagem do país" é simplesmente deplorável


O ministro Gilmar Mendes resolver apostar na indignidade do povo. Entrevistado por um jornalista português, o ministro deu as seguintes declarações: 

Nós temos um coquetel neste momento: toda a crise política, muito adensada, misturada com as eleições. É um quadro grave que contribui para esta divisão (de opiniões no País). O importante é que nós façamos o nosso job, façamos o nosso trabalho. E passemos por mais essa fase de crise.

O ministro ainda disse que a condenação provoca danos para a imagem do país: 

Sem dúvida nenhuma, há prejuízos para o Brasil pelo menos no curto prazo. A médio e a longo prazo, eu acho que isso é positivo, porque há um quadro de corrupção que está sendo combatido.

E continuou: 

Mas, é claro, ter um ex-presidente da República, um asset como o Lula, condenado, é muito negativo para o Brasil

É bom perguntar ao ministro: se Lula já está condenado, qual será a saída? Anular as decisões anteriores apenas para livrar Lula? Será que o STF deve perdoar os crimes de Lula? Ou será que deve ser aprovado o entendimento de que existe uma lei para todos os outros presos por corrupção e uma específica para Lula? 

continua depois da publicidade



Este blog sempre defendeu as decisões do ministro que fossem embasadas na Constituição. O que não é nem um pouco digno de defesa é o posicionamento vil, canalha e rasteiro de quem deveria ser o guardião da Constituição. Como ministro do STF, Gilmar deveria saber que os cidadão são iguais perante a lei. Que prisão não é só para preto, puta e pobre. Que influência política não deve ser alvará para criminosos e que crimes devem ser pagos na cadeia e não nas urnas. 

Gilmar já é um indivíduo que não goza da simpatia dos brasileiros. É um sujeito que não encontra paz nem para sair do condomínio, um sujeito que não pode sequer passar por um estacionamento público sem ser achincalhado. Este tipo de comportamento asqueroso não só fomenta o ostracismo como também torna sua figura indefensável mesmo quando ele estiver tecnicamente correto. 

Gilmar Mendes que muitas vezes foi alvo da extrema-esquerda agora colabora com ela. Dizem alguns que é por oposição a Carmén Lúcia, mas isso não é postura para um ministro. A postura de Gilmar é deplorável, nojenta e monstruosa. O que mancha a história do país é um criminoso responsável pelo maior esquema de corrupção da história, um sujeito que tentou destruir a democracia brasileira concorrendo a presidência como se nada houvesse acontecido. Também não ajuda em nada ter na corte um ministro dado a conveniências políticas que acha que vê o Supremo Tribunal Federal é apenas um bico que por vezes atrapalha seus negócios paralelos. 


O Reacionário no Facebook:


[left-sidebar]


Tecnologia do Blogger.