Ads Top

Ex-vereador petista será indiciado apenas por lesão corporal após quase tirar a vida de empresário em frente ao Instituto Lula


A prisão do ex-presidente Lula não é um sinal de que devemos nos animar muito com nossas autoridades. Vejam só o caso do ex-vereador Manoel Eduardo Marinho (o Maninho ). Após agredir e arremessar o empresário Carlos Alberto Bettoni contra um caminhão, o petista foi indiciado apenas por lesão corporal. Detalhe: ainda não há conclusão por parte da justiça se ele será indiciado por lesão corporal simples ou grave, o que depende de um laudo do Instituto Médio Legal.

Vamos recapitular os fatos: Carlos Alberto Bettoni foi agredido após gritar "Lula Ladrão" para o senador Lindbergh Farias quando este deixava o Instituto Lula. Foi então atacado por vários petistas, incluindo o ex-vereador de Diadema. Não contentes em expulsar o homem do local e agredi-lo, Maninho e seu filho Leandro ainda empurraram o homem para a rua. Quando o caminhão passou pelo local, Maninho o arremessou em direção ao veículo.

continua depois da publicidade


Em qualquer país civilizado, o direito entende a capacidade do cidadão enquanto indivíduo em assumir riscos. Maninho não é nem um inimputável ou incapaz, sabe como qualquer um de nós que a consequência mais provável em arremessar um indivíduo contra um caminhão em movimento é a morte. No entanto, Maninho fez o que achou correto enquanto petista: tentou calar a voz de um sujeito que chamou Lula pelo nome.

Em qualquer lugar do mundo, Maninho já estaria preso. As imagens são claras. No entanto ele está solto, até concedeu entrevista para a Folha de São Paulo onde reclama que sua família tem sido alvo de hostilidade e que ele é alvo de retaliação por conta de seu "erro". Maninho não é um cidadão honesto que cometeu um "erro", mas sim um assassino em potencial motivado por causas políticas.

Não há que se condescender com o vereador ou com as autoridades paulistas. O que houve ali foi um fato sem precedentes. Maninho deve ser preso e condenado por tentativa de homicídio. O que é claramente coerente com uma organização como o PT, que não é partido, mas sim organização criminosa.


O Reacionário no Facebook:


[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.