Ads Top

Como Manuela tem coragem de reclamar do homem que gritou Bolsonaro após um dos seus lançar um sujeito contra um caminhão?


Acompanhada pelo deputado federal Paulo Pimenta e pelo senador Lindbergh Farias, a deputada estadual Manuela D'Ávila protagonizou uma cena histérica contra um sujeito anônimo que pediu para tirar foto com ela apenas para gritar "Bolsonaro" no vídeo. Eis a reação da comunista com a ação. 

Ora, isso não pode ser classificado de forma mais dura do que traquinagem ou brincadeira de mal gosto. E para por aí. Este blogueiro não é apoiador de Bolsonaro, o que me confere ainda mais autoridade para dizer que não houve nem sombra de ilícito por parte do homem que importunou a deputada comunista.

Nem é necessário esmiuçar as mentiras e fraudes intelectuais praticadas pelo bando. Manu chega a relacionar MBL e Bolsonaro, algo que não existe. Depois associa as falas de anônimos nas ondas do rádio aos militares argentinos. Sandice pura e simples. Isto se a tal "agressão" de fato aconteceu. Vejam o vídeo.



continua depois da publicidade



É muito cinismo ver a falsa indignação de Manuela D'Ávila, Paulo Pimenta e Lindbergh Farias. Lindbergh em especial, deveria estar calado: ele estava junto com o ex-vereador Maninho quando este agrediu um transeunte que gritou contra Lula. Antes fosse uma simples agressão: o homem depois foi arremessado contra um caminhão que passava por ali. A vítima está em estado grave e deverá passar pelo procedimento de reconstrução craniana. 

Manuela, Pimenta e Lindbergh deveriam no mínimo se calar - isso se fossem indivíduos minimamente honestos. Como são cínicos, gritam muito mais do que as verdadeiras vítimas do ódio político. São farsantes que reclamam de um grito ao pé do ouvido enquanto seus jagunços fazem o sangue correr pelas ruas.

O Reacionário no Facebook:


[left-sidebar]



Tecnologia do Blogger.