Ads Top

Catraca Livre acusa MBL de fake news com base em página ligada a Ciro Gomes


Após a agressão sofrida por Arthur Moledo do Val, o Catraca Livre publicou um editorial canalha com os seguintes dizeres: "Fake News: Catraca comprova que vídeo de agressão é montagem". Veja o texto abaixo.

O vídeo em que o  pré-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) aparece dando um tapa em Arthur do Val, conhecido na internet como "Mamãe, Falei", está causando bastante polêmica. A página do facebook "Time Ciro Gomes" postou uma explicação dada por um profissional em edição de vídeos, na qual ele afirma que o material está editado.
A versão que caiu na rede estaria sem alguns "frames" dando mais velocidade ao gesto do político. A equipe do Catraca Livre também analisou as imagens e confirma que houve edição. Confira:


continua depois da publicidade


O "confira" é seguido por um vídeo da tal página Time Ciro Gomes. Ocorre que longe de se tratar de uma evidência, a página nada mais é que um grupelho ligado a militância de Ciro. Esta é a evidência apresentada pelo editorial do Catraca Livre, baseada em nada mais do que frames lançados pela militância de Ciro.

Este blog tem um histórico de pouca amizade com o Catraca Livre, já que o proprietário daquele veículo mencionou O Reacionário como parte de uma rede clandestina de sites. Na época fomos relacionados a veículos como O Antagonista, Rodrigo Constantino e até um tal de "Fofoca Nwews" - que se descobriu ser apenas um pequeno blog que reproduz matérias de terceiros e que um dia republicou um texto do Jornalivre. Ocorre que O Reacionário existe desde 2013, sem nunca ter trabalhado em conluio ou de forma ilegal, como apontou Dimenstein em seu organograma caluniador.

O fato é que a delinquência de Gilberto Dimenstein e seus comandados ultrapassou qualquer limite aceitável. Eu, Eric Balbinus, já recomendei ao amigo Arthur Moledo do Val que processasse Dimenstein e seu veículo por ter publicado naquelas páginas sujas que o vídeo com a agressão praticada por Ciro não passa de montagem. Dimenstein tem que ser chamado à justiça para provar que foi feita uma montagem. Não é admissível que ter a moral posta a prova por um site que sugere receitas preparadas com fezes aos leitores. Que Arthur tome a decisão sábia de processar este antijornalista. 

O Reacionário no Facebook:


[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.