Ads Top


Ao invés de se explicar, o socialista Márcio França se limita a dar RTs em nos poucos que aplaudem a inação da PM nos atos violentos do PT


O governador socialista Márcio França não se cansa de passar recibo de sua amoralidade. Aliado do Partido Comunista do Brasil, França não quis envolver a Polícia Militar paulista na segurança do entorno do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Preferiu não se indispor com os aliados comunistas ou com os petistas - que França também deseja levar para seu lado. 

Ocorre que graças a isso, o caos reinou em São Bernardo. Jornalistas foram intimidados e agredidos enquanto a PM sequer se aproximava do local. Não por conta da tropa, que costuma agir de forma competente. Quem botou freio foi o próprio governador, e pelas razões mais mesquinhas possíveis. 

continua depois da publicidade




Claro, a reação contra Márcio foi forte. Como contrapartida, o socialista se limitou a dar retweets em quem elogiava a vergonhosa atuação das forças de segurança do estado. Não foi sequer homem de se explicar e prestar contas para a sociedade. 

Veja: este homem pretende se reeleger para o cargo de governador do estado que se orgulha de ser a locomotiva do Brasil. Depois de conseguirmos reduzir os números de violência para um dígito, podemos perder tudo isso em oito meses de gestão de um aloprado que deseja se unir justamente aos maiores inimigos do povo de São Paulo. 

Márcio França é uma vergonha, como político e como homem. Não tem envergadura moral para governador os paulistas.

O Reacionário no Facebook:


[left-sidebar]




Tecnologia do Blogger.