Ads Top

A suína Gleisi Hoffmann deve explicar o que quis dizer quando fez aquele chamado ao mundo árabe para que defendessem Lula


Presidente do Partido dos Trabalhadores, a senadora Gleisi Hoffmann fez algo inimaginável até nas corriqueiras fake news da internet: a senadora gravou um vídeo para a tv Al Jazeera fazendo um chamado ao mundo árabe para que defendessem o ex-presidente Lula - preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba após ser condenado em segunda instância por corrupção passiva e ocultação de patrimônio. 

O vídeo de Gleisi é surreal por diversos motivos. Entre ele o fato de falar em democracia para bárbaros que desconhecem o significado deste conceito criado no ocidente cristão. A petista também vai ao esgoto ao sugerir eventual interferência externa em assuntos nacionais, praticando um chamado contra a soberania do Brasil. Até onde se sabe, isso é crime: a senadora pode ser facilmente enquadrada na Lei de Segurança Nacional (aliás, surpreende a apatia do Ministério Público Federal que costuma sempre ser tão atuante contra políticos associados a centro-direita). 

continua depois da publicidade



A ação de Gleisi só seria mais danosa se ela se juntasse as fileiras do Estado Islâmico, já que ela praticamente implora para que aqueles truculentos fundamentalistas aviltem a democracia brasileira. Sim, apesar de tudo ainda temos uma democracia. Apesar de termos gente tão suja quanto Gleisi na política, ainda temos democracia. No mundo árabe o que eles tem são repúblicas socialistas árabes, repúblicas fantoches de ditadores, ditaduras militares, falsas democracias como a Turquia, monarquias absolutistas ou mesmo déspotas esclarecidos como os monarcas da Jordânia e Marrocos - além dos marginais do Estado Islâmico e outros rebeldes aspirantes ao poder como aqueles que financiados por Barack Hussein Obama e Hillary Clinton para derrubar Bashar Al-Assad (um deles apareceu em vídeo comendo o coração de um soldado sírio). 

Gleisi provavelmente deve saber que seus aliados estrangeiros não nutrem qualquer apreço por valores ocidentais - e isso incluí mulheres na política. Sendo assim, seria de bom tom perguntar o que eles acham de uma mulher como a senadora tomando um espaço que na concepção deles é exclusivo de homens. No que dependesse deles, Gleisi estaria em casa, calada, enrolada em mil panos e sem direito a nada como é típico entre os cidadãos de segunda classe. Ainda mais em se tratando de uma mulher que abraça ditadores carniceiros e que nutre uma moral própria dos porcos.

Curta o Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.