Ads Top


Site petista espalha boato de que MBL atirou em caravana de Lula. Onde está a grande mídia para desmentir a fake news?

Conforme já foi comentado aqui, um tal "Coletivo de Advogados e Advogadas pela Democracia" noticiou a suposta descoberta de que os tiros contra Lula teriam partido de membros do Movimento Brasil Livre. Mais: o grupo afirma que entrou em contato com o Ministério Público Federal, embora não tenha divulgado a identidade de um suspeito sequer. Aliás, o próprio movimento não tem rosto: ele aparece apenas nas páginas sujas de certos sites petistas.

O caso aqui é que a informação começou a correr, e já existem milhares de postagens falando sobre o assunto. O que não apareceu ainda foi um só representante da porca imprensa acusando qualquer um destes sites ou páginas de espalhar fake news. Quem primeiro compartilhou a notícia foi o site Brasil de Fato, que de forma covarde preferiu restringir a ação a uma postagem nas redes sociais. Depois o Brasil Atual publicou uma matéria falando da ação.




Mas vejam só: não são eles os guerreiros da justiça, a polícia da verdade? Qual o motivo de não terem se interessado pelo caso ainda?

É bem simples. A verdade não interessa a organizações como Globo, Veja, Folha/UOL e afins. O que eles querem é manter o monopólio da verdade. Foi para isso que se lançaram em uma campanha de ódio contra um grupo que embora não disponha dos mesmos recursos, logrou êxito em quebrar a espiral do silêncio ao driblar a grande imprensa e dar voz ao contraditório por meio das redes sociais.

Eles, os que pregam o discurso de uma extrema-esquerda autoritária e violenta são os responsáveis pelos anos de petismo - período em que se beneficiaram de forma direta e indireta das práticas criminosas dos governos Lula e Dilma.

Eles, os que trabalharam nos últimos dias em torno de um jornalismo de guerra contra o MBL - são os responsáveis pela criação do mito da "esquerda moderada" durante a era petista. Graças a eles crimes ainda não esclarecidos como o assassinato de Celso Daniel ainda permanecem como uma incógnita. Para eles não interessa investigar nada, apenas macaquear contra moinhos de vento.

Todos sabem que esta estória de fake news não passa de farsa. Há sim muitos blogs que propagam boatos, mas estes curiosamente passaram longe do radar da grande mídia. Foram para cima de Luciano Ayan e do MBL de forma impiedosa como se os próprios não houvessem feito barulho em torno do caso Marielle ao divulgar as falas desastradas daquela desembargadora. Segundo o analista Pablo Ortellado, foram eles os principais responsáveis pela propagação das mentiras - só depois houve aquela caça as bruxas para responsabilizar culpados. Não era uma busca pela verdade, mas sim uma noite de São Bartolomeu midiática com o único intuito de calar vozes divergentes. Felizmente, não conseguiram. 

O Reacionário no Facebook:


[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.