Ads Top


Secretaria de Segurança Pública diz que caravana de Lula não pediu escolta e mudou rota sem avisar polícia


Aos poucos a estória da caravana de Lula assume novos contornos - exatamente como foi adiantado por este blog ontem. 

Leiam a declaração da Secretária de Segurança Pública do Estado do Paraná. É esclarecedor. 

Caravana de Lula mudou rota sem avisar polícia, diz secretaria

Dois ônibus do grupo petista foram alvejados na tarde de terça-feira entre as cidades paranaenses de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul
"A Secretaria da Segurança Pública do Paraná emitiu nota sobre os tiros contra os ônibus da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em que diz que o roteiro e o cronograma do grupo foram alterados sem que a polícia fosse informada.
"Não houve qualquer pedido formal de escolta da caravana do ex-presidente nem o próprio ex-presidente, embora ele tenha esta prerrogativa. Tanto é que o paradeiro dele é incerto e não sabido. Cabe ressaltar que houve alteração, por parte dos organizadores da caravana, do roteiro e do cronograma que foram informados previamente às forças de segurança do Estado do Paraná", diz o comunicado.
O episódio ocorreu na terça-feira (27), no deslocamento da caravana entre as cidades de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, na região sudoeste do Estado. Dois ônibus que transportavam assessores e convidados foram atingidos por tiros.


Interessante, muito interessante.

Em tempo: as informações foram publicadas por veículos como Jovem Pan, G1 e Folha de Pernambuco. Este trecho reproduzido no blog é de autoria do portal R7. Em tempos em que comentar fatos veiculados na grande imprensa se tornou fake news, convém listar antes quem publicou primeiro. 


O Reacionário no Facebook:



[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.