Ads Top

Mortes suspeitas, corrupção e tráfico: morar no Edifício Solaris definitivamente não é uma boa idéia



Hoje a Polícia Civil fez uma nova busca no Edifício Solaris, no Guarujá. Desta vez o alvo não era o ex-presidente criminoso chefe de quadrilha, mas sim um piloto que segundo as investigações era membro do Primeiro Comando da Capital, o PCC.  Felipe Ramos Morais é apontado como o piloto do helicóptero que foi utilizado nas execuções de Rogério Jeremias de Simone (o Gegê do Mangue) e Fabiano Alves de Souza (Paka). O crime foi praticado no Ceará.

O Edifício Solaris já seria nebuloso apenas por Lula: segundo reportagem da IstoÉ, o presidente da Bancoop Luiz Malheiros e mais dois diretores da cooperativa morreram em um acidente que até hoje não foi esclarecido - o que algumas autoridades interpretam como queima de arquivo. Quem herdou o imóvel de Malheiros no condomínio foi o segurança Freud Godoy, que estava com Lula no dia do acidente. Para quem não se lembra, o ex-tesoureiro petista João Vaccari Neto era presidente da Bancoop.

Não surpreende que o apartamento não tenha tantos interessados. Já não era um lugar bem quisto por se tratar do fruto de uma fraude contra bancários que nunca receberam seus apartamentos. Lula recebeu o dele, é claro (mesmo sem ser bancário). Depois veio a Operação Lava Jato. Agora há até um membro do PCC entre os condôminos.

Morar no Edifício Solaris definitivamente não é uma boa idéia.




Curta O Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.