Ads Top

Criminosos que depredaram a Câmara devem ser enquadrados pela Lei


A Câmara de São Paulo foi palco de cenas de horror durante o dia de hoje. Liderados por sindicatos de professores, os vândalos protestaram de forma violenta contra a proposta de reforma da previdência municipal. As cenas abaixo lembram tanto a massa de zumbis de The Walking Dead quanto a sanha monstruosa dos Demogorgons.

Sim, estas cenas são monstruosas. Não parecem algo que seja feito por seres humanos minimamente racionais. A massa sanguinária queria apenas derramar sangue, seja de inocentes da Câmara ou de seus próprios kamikazes. Qualquer coisa que justificasse sua causa suja.

Infelizmente há quem faça o jogo dessa gente. Enquanto os trabalhadores da Câmara presenciaram estas cenas de puro terrorismo, o prefeito João Doria e o secretário de Educação Alexandre Schneider resolveram ficar bem com a mídia aparecendo no papel de "moderados". Condenaram os "excessos" praticados pela Guarda Municipal. Como se uma massa de truculentos sindicalistas pudesse ser contida apenas com boa vontade e bom mocismo.

Fato é que o dia de horror na Câmara pode até ter sido protagonizado por uma massa de zumbis, mas quem tocava o bando de tonton macoutes zumbificados seguiam planos bem elaborados por gente que se orienta pelas piores intenções. vândalos que depredaram o patrimônio público e por pouco não provocaram tragédia maior sabem muito bem o que pretendem com a instrumentalização da selvageria. Quem não sabe o que diz são os covardes que relativizam estes crimes e se escondem atrás da máscara do comedimento.

Diga-se de passagem, este não será o primeiro nem o último dos ataques violentos praticados por marginais que atuam de forma arbitrária para se projetar no debate público por meio da intimidação. Essa gente deve ser rechaçada pela lei. Em tempo, fica o destaque para o PL 9.604, do deputado federal Jerônimo Gorgen. Este projeto enquadra as ações criminosas com cunho político como terrorismo. É um projeto necessário para que estes crimes sejam devidamente punidos sem o beneplácito da imprensa vendida e de políticos fracos. Não é por acaso que grupos como o MST, MTST e Levante Popular da Juventude. 


Curta O Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]









Tecnologia do Blogger.