Ads Top

Coletivo de advogados petistas usurpa poderes da polícia e diz que MBL foi autor de disparos contra Lula


Parece mentira, mas aconteceu: um grupelho de militantes petistas que se apresenta como “Coletivo de Advogados e Advogadas pela Democracia” acaba de usurpar os poderes da polícia no estado do Paraná. Mais grave que isso: o bando diz ter investigado o fato (por conta própria, claro) e diz que quem atirou nos ônibus da caravana de Lula no Paraná foram membros do Movimento Brasil Livre. 

Espertos, os militantes não revelaram a identidade de nenhum suspeito. Também não apresentaram prova alguma além de supostos prints de conversas do whatsapp. O bando apresentou as duvidosas evidencias ao Ministério Público Federal pedindo investigações. 

É bom que se investigue mesmo, e com toda a celeridade possível. O Partido dos Trabalhadores é mestre em fraudes, e certamente estes tiros mandrakes não passam de festim para enganar incautos. Quanto ao tal coletivo que ninguém conhece, seria bom investigar quem são estes sujeitos cuja própria mídia de extrema-esquerda esconde a identidade. Afinal de contas, um coletivo não surge do dia para a noite fazendo as vezes da polícia e apontando culpados em uma investigação suspeita.


Que fique claro: este blogueiro reafirma suas suspeitas quanto a veracidade dos fatos narrados pelos petistas, principalmente por conta de contradições gritantes nas falas da presidente do partido e pelo histórico criminoso da legenda. Sendo assim, exerço os direitos previstos na Constituição de 1988 para dizer que aceitarei apenas os resultados vindos de autoridades insuspeitas. Qualquer coisa diferente disso deve ser rejeitada. 

Quanto ao tal coletivo, merecem no mínimo um processo. Cadeia, se for o caso. O ato deliberado de acusar pessoas por si só já se caracteriza como calúnia, já a falsificação de indícios pode ser enquadrada como estelionato. Pior ainda se as autoridades confirmarem as suspeitas de muitos que isso não passa de uma grande armação: aí os tais advogados e advogadas terão praticado obstrução da justiça ao levantarem uma cortina de fumaça contra terceiros. 

O Reacionário no Facebook:


[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.