Ads Top


Adiamento da decisão de segunda instância impõe a Lula agonia pior do que a prisão. Imaginem o desespero do psicopata...


Só se comenta agora a notícia de que o Supremo Tribunal Federal não pautará a revisão da prisão após segunda instância agora. Ou seja: Lula pode ser preso assim que se encerrarem os embargo de declaração, aquela simples revisão retórica sobre aspas da sentença. Como seu habeas corpus já foi negado, a prisão se torna um fato certo. 

Ruim para Lula e para o petismo. Quer dizer, péssimo para Lula e para o petismo. 

Significa que o STF não resistiu as pressões da sociedade e de todos os que estavam indignados com as chicanas e com os conluios que se desenhavam nos bastidores. 

Significa que não adiantou ainda o reforço de Sepúlveda Pertence para a defesa de Lula. 

Significa ainda que Lula deve estar muito desesperado. Imaginem ir dormir sem saber se terá o sono interrompido pela Polícia Federal. Imaginem tomar cada banho imaginando que pode ser o último quente. Aliás, o último em um banheiro residencial. O último em liberdade, sem horários regulados por guardas. 

É menos do que Lula merece. Ele ainda pode se considerar feliz por não ser internado em alguma instituição semelhante ao fictício Asilo de Arkham para os mentalmente insanos. Em se tratando de alguém com seu grau de psicopatia, era o mínimo que ele poderia esperar. Pelas greves vendidas, pelas alianças com Fidel Castro, pelo Foro de São Paulo, por Celso Daniel, pela tentativa de tomar a democracia de assalto com seu plano criminoso de poder e por tentar jogar o país no caos quando a Operação Lava Jato começou a atrapalhar suas aspirações de criar um Reich petista de mil anos. 

A agonia de Lula agora lembra a letra de The day that never comes, do Metallica: com sua boca cheia de mentiras, rezando apenas por desespero, se encendendo e rastejando com as vistas turvas esperando pelo dia que nunca chega. Sim, amigos. Isso já é um julgo insuportável para qualquer homem.



Curta O Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]




Tecnologia do Blogger.