Ads Top

A asquerosa Dilma diz que morte de Marielle faz parte do golpe, mas não quer falar sobre seus crimes em Belo Monte


Este blog sempre defendeu que Dilma Rousseff não era uma mulher estupida como querem a maioria de seus críticos. No entendimento deste que vos fala, Dilma só se atrapalha por não dominar a norma culta da língua. Ou melhor: Dilma só sabe se expressar no linguajar próprio dos criminosos com a qual sempre conviveu. A mais recente prova disso foi seu posicionamento sobre a execução da vereadora carioca Marielle Franco. 

Dilma disse que a morte faz parte do golpe. 

Veja o vídeo abaixo. 


Vejam só: Dilma foi muito astuta ao se juntar aos abutres que comem da carne da vereadora assassinada para nutrir seus delírios políticos. Mas não teve a mesma rapidez para responder as revelações sobre sua atuação direta no esquema de propinas de Belo Monte. Dilma e sua capanga Erenice Guerra foram acusadas por ninguém mais ninguém menos que Emílio Odebrecht, o papa emérito da empreiteira que leva seu sobrenome. Dilma não demonstrou a mesma rapidez ao responder seu acusador. Preferiu se calar. 

Para deixar claro: golpe é o que Lula e Dilma fizeram com o país. Golpe é o que a extrema-esquerda faz com a história ao se referir ao impeachment com este termo. Golpe é se apropriar de cadáveres para fazer propaganda política e jogar fumaça sobre crimes cometidos por sua organização criminosa. 




Curta O Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.