Ads Top


O país não pode permitir que imorais como petistas e sindicalistas impeçam o acesso a transporte barato


O deputado federal Carlos Zarattini não para. Agora que a discussão sobre o Uber voltou à Câmara dos Deputados, o parlamentar quer obrigar o presidente Rodrigo Maia a pautar a discussão dentro do que lhe for conveniente. Já mobilizou suas hostes para pressionarem os deputados no sentido de ressuscitarem todas as portarias do PLC 5587/2016 - que na prática inviabilizam as plataformas de transporte digital por meio de uma série de dispositivos sorrateiros.

Para se ter uma noção das artimanhas de Zarattini, uma das normas defendidas pelo petista é que os municípios tenham poder de permitir localmente ou não os aplicativos, ou ainda de regulamentarem de forma particular. Ou seja: confere mais possibilidades aos sindicatos de taxistas para que chantageiem o poder público. Ou ainda poder total para que estes grupelhos inviabilizem os aplicativos, já que muitos desses sindicatos possuem membros nas câmaras municipais.

O que há de mais absurdo nesta questão é a luta da população por direitos simples como utilizar um veículo particular para prestar serviços por meio de aplicativos e pelo direito de utilizar estes serviços. O absurdo fica mais quando se vê que uma massa pretende garotear o cidadão com uma série de leis e normas que só atendem interesses particulares.

Mais escabroso ainda é ver quem são as asquerosas figuras por trás destes interesses. Políticos corruptos, oportunistas, donos de despachantes, sindicalistas, agressores e até contraventores. Gente que pretende se alimentar de um cenário hostil aos direitos individuais. O Brasil por anos foi um país onde as figuras mais abjetas tiveram em suas mãos as rédeas do país. Foi o que nos trouxe até aqui. Imaginem agora se depois de tudo o que foi feito nas ruas nos últimos anos, se permitimos que estes indigentes morais retornem ao poder decidindo quem pode ou não trabalhar?

Um país que se pretende sério não pode permitir que imorais como petistas, oportunistas e sindicalistas truculentos impeçam acesso a meios de transporte alternativos. Aliás, não deve sequer permitir que estes pestilentos tenham voz e decisão no debate público.



Curta O Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.