Ads Top


Lindbergh foi eleito o pior político do Brasil não por fazer pouco, mas sim por ser muito atuante



O economista Alan Ghani noticia um fato sensacional em seu blog no Infomoney: o senador petista LIndbergh Farias foi escolhido como o pior político do Brasil no Ranking dos políticos. Diga-se de passagem, o senador enfrentou um páreo duro mas conseguiu se sobressair graças ao peso do partido: nos dez últimos lugares da lista, o PT domina com seis classificados. Os estranhos no ninho são o senador Ivo Cassol (do PP de Roraima), o maranhense Junior Marreca (PEN), e os pededistas Ronaldo Lessa (Alagoas) e Roberto Góes (Amapá). A lista pode ser verificada aqui


É fato notório que a qualidade do mandato de LIndbergh Farias é péssima, assim como de colegas de partido como Gleisi Hoffmann, Vanessa Grazziotin, Fátima Bezerra, Fátima Cleide, Regina Souza, Roberto Requião e tantos outros. Mas há um componente aqui: essa gente não foi ranqueada por serem omissos ou pouco atuantes. É justamente o contrário: foi o fato de serem muito atuantes que os promoveu ao hall da lama.

Assim como Lindbergh Farias, toda essa gente foi eleita defendendo uma agenda de extrema-esquerda. Claro, usaram artíficios retóricos e estelionato eleitoral. Mas foram eleitos por esta agenda, e por ela militam "diuturnamente", como diria a criminosa Dilma Rousseff. Foi essa atuação nefasta que os tornou nacionalmente conhecidos, bem como as conspirações e articulações no submundo. Os barracos na TV Senado e a exposição na série infindável de escândalos se somou ao apoio que estes nomes dão aos regimes carniceiros que a extrema-esquerda promove mundo afora. O resultado foi a rejeição. 

Lindbergh Farias, o falso herói cara pintada, o líder estudantil que nunca se formou, o homem que se elegeu prefeito de Nova Iguaçu enquanto morava no Leblon, o guerreiro da ética envolvido em mil escândalos, o político moralista que pode ser preso se perder o foro, o sujeito democrata que milita pelo socialismo... O homem é uma completa fraude. Por acaso foi o mesmo que disse que o vereador Fernando Holiday prestava um papel nefasto na política

Não há muito o que dizer. Vai, Lindinho, ser gauche na vida!


Curta O Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.