Ads Top


Até o Antagonista admite o golpe de Carmén Lúcia para salvar Lula e garantir que o criminoso seja candidato a presidência


Quem lê o Reacionário e acompanha minhas intervenções no MBL News e nas redes sociais sabe bem das críticas que faço ao Antagonista, portal que fez da histeria e do lavajatismo seu culto particular. No entanto foi com surpresa que constatei que este mesmo veículo está questionando a ministra presidente do Supremo Tribunal Federal sobre um procedimento que esta senhora deseja adotar para condenados em segunda instância. O STF pretende mudar sua decisão para que o criminoso Lula possa ser candidato a presidência da República.

Escreve O Antagonista

Cristiane e Lula: as duas medidas de Carminha

Sobre a decisão de Cármen Lúcia, ventilada pelos jornais, de colocar logo em julgamento no STF a prisão de condenados em segunda instância, tema que ela havia deixado de lado antes do resultado do julgamento de Lula no TRF-4, é caso de perguntar:
Dá para rejeitar a indicação de Cristiane Brasil para o ministério do Trabalho, por causa de reclamações trabalhistas, e ao mesmo tempo criar casuísmo para corrupto e lavador de dinheiro postular a presidência da República?
Não, não dá, Carminha.

Você não leu errado. A notícia já havia saído no blog do Merval Pereira há algumas semanas. Como foi dito aqui no blog, Carmén Lúcia quer pagar seus tributos para a seita cujo guru garantiu sua indicação à mais alta do país. 

Que fique claro: O Antagonista é grade culpado por este estado de coisas. Durante todo o tempo o site funcionou como porta-voz do Judiciário e do MPF, advogando claramente para conspiradores que queriam o "Fora Temer". Irresponsáveis e delinquentes, transformaram figuras abjetas como Rodrigo Janot, Radolfe Rodrigues, Alessandro Molón, Luiz Roberto Barroso e a própria Carmén Lúcia em "guerreiros do povo brasileiro". Durante a escolha do substituto de Teori Zavascki no STF, o site teve a coragem de sugerir que a escolha do novo ministro deveria passar pelo crivo de Carmén Lúcia, a ministra nomeada por Lula apenas por ser prima do antigo ministro Sepúlveda Pertence. Uma cara de pau poucas vezes vista na história. Todos os presidentes antes de Michel Temer puderam escolher ministros de acordo com suas conveniências políticas, apenas Temer tinha que se colocar de cócoras para a Falsa Beata que "lutava contra a corrupção". Vergonhoso. Agora os mesmos surgem em público simulando indignação contra a decisão da ministra. Com uma indignação muito menor do que demonstram contra Gilmar Mendes, é claro. No tocante a ministra não se trata de simples "duplo padrão moral", e sim de mau-caratismo puro e simples. 

Mais uma vez o criminoso Lula se encontra próximo de fugir das mãos da Justiça. Seria a nossa completa desmoralização. Da última vez que houve algo parecido foi quando dois milhões se reuniram na Avenida Paulista naquele 13 de março de 2016. Atemorizados, os petistas tiveram a brilhante idéia de colocar Lula na Casa Civil. Um dos ministérios mais importantes se tornou carro de fuga do chefe da organização criminosa conhecida como Partido dos Trabalhadores, facção responsável pelo maior esquema de corrupção conhecido na história do Ocidente. Quem nos livrou da infâmia foi o anti-herói Gilmar Mendes, que suspendeu a nomeação de Lula. Impopular e hoje condenado ao ostracismo por parte da militância histérica, Gilmar resolveu adotar o papel de antagonista. É capaz até de rever seu voto em favor da prisão após a condenação em segunda instância apenas para contrariar. Caprichos de quem um dia foi cantado em verso e prosa justamente por ter impedido a posse de Lula e o foro privilegiado para o maior criminoso da história. 

Por outro lado vemos outra transfiguração: a heroína Carminha passou de paladina da justiça para conspiradora lulista. Quem nunca se enganou com ela foram os que são céticos com as boas intenções e com quem costuma fazer longos discursos exaltando a ética, a moral e os bons costumes. Quem "lacra" nas redes sociais e que recorre a subterfúgios sem previsão legal deve ser visto com desconfiança. É o caso de Carmén Lúcia. 

O Brasil agora vive uma agonia pós-ressaca: após ter comemorado a história condenação de Lula, talvez tenhamos que engolir o criminoso condenado a solta, ou pior: solto e concorrendo a presidência graças ao apoio das seitas e dos imbecilizados de turno. Obra e Graça da santinha que falava contra a corrupção, mas que deseja rever o entendimento do STF para beneficiar quem a indicou. Ao menos, dirão alguns, ela impediu que uma cidadã condenada em dois processos trabalhistas fosse nomeada ministra do Trabalho. Uma cidadã que também cometeu o gravíssimo pecado de mentir a idade no Tinder. A deputada federal Cristiane Brasil não pode ser nomeada para o Ministério do Trabalho, mas o criminoso Luís Inácio pode concorrer a presidência da República. A lógica dessa gente é a mesma do Janotismo: o que importa não são os valores defendidos, mas a aparência do discurso histérico. Quem perde é a democracia. 


Curta O Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.