Ads Top

Se Manuela não reconhece sequer os crimes do comunismo soviético, como reconheceria os crimes do governo do PT?


Pré-candidata a presidência da República pelo Partido Comunista do Brasil, a deputada estadual Manuela D'Ávila (RS) foi sabatinada no programa Canal Livre, da TV Band. Foi uma participação tão bizarra que até o pestilento Ricardo Boechat se indignar com a deformada ética de Manuela. E olha que o pestilento Boechat não é conhecido por sua moral elevada.


Manuela não condenou o petismo, além de isentar completamente o Partido dos Trabalhadores e seu PCdoB de qualquer culpa sobre os crimes praticados durante aqueles treze anos. Sendo que foram justamente aqueles crimes que faziam parte do maior esquema de corrupção da história do ocidente, o que levou o Brasil para a maior crise de sua história. Qual o motivo de Manu ser tão condescendente? 

Em primeiro lugar, é bom citar que Manu e a escória que compõe seu partido fizeram parte destes crimes deste o começo. Verdade que o PCdoB se envolveu de maneira muito menor na corrupção, já que não possui sequer estrutura para ser o agente corruptor da história. O partido que já tentou emplacar golpes como a Intentona Comunista e a Guerrilha do Araguaia se viu reduzido a satélite do petismo, agindo com o papel de "organização criminosa emérita" e fiadora espiritual daquela agenda suja. Mas também é verdade que o PCdoB atuou como as rêmoras que vivem acopladas nos tubarões, se alimentando dos restos deixados pelo Partido dos Trabalhadores. 

Não só isso: o PCdoB não reconhece erros pois não os vê por esta perspectiva. Para o PCdoB, tanto a intentona comunista quanto outras tentativas fracassadas de golpe foram "tentativas de luta", que é como eles chamam a tomada do estado de maneira truculenta. Manu sabe como poucos que o PCdoB só pode sobreviver nesta condição. Até mesmo esta pré-candidatura é uma vassalagem ao petismo, uma tentativa calculada de fazer Lula parecer menos radical. Se for mesmo candidata, Manu irá apoiar Lula em um eventual segundo turno. Não se preocupem com a falta de mandato: até lá a moça ocupará algum cargo de destaque em alguma prefeitura ou governo petista. 

Aliás, se o PCdoB não reconhece sequer os crimes praticados pelos comunistas na defunta União Soviética enquanto apóiam os regimes carniceiros de Nicolás Maduro, Raul Castro e Kim Jong Un, como é de se esperar que reconheçam o roubo de alguns bilhões?

Curta O Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.