Ads Top

Fábio Assunção é excluído de grupo de WhatsApp de artistas negros e se humilha com textão



Na coluna do Ancelmo Góis em O Globo:

Fábio Assunção é excluído de grupo de WhatsApp de artistas negros e manda 'textão'

POR ANCELMO GOIS
Calma, gente!
A turma de esquerda das artes, como atores e músicos, criou um grupo de WhatsApp. E daí surgiram subgrupos, como o só de quem mora no Rio, por exemplo, ou o só de negros. No que acabou entrando neste último... Fábio Assunção, o ator branco.
A turma estranhou, e uma integrante mais, digamos, fervorosa foi lá e... excluiu o galã do grupo. Assunção, então, enviou um “textão” para cada um pedindo desculpas, mas dizendo que “as minorias sociais e sexuais, quando caem no ressentimento, tendem a agir como seus opressores”. Tem razão.

Muito pouco merece ser dito sobre este episódio patético, por isso ficam as seguintes observações:


  • Os extremistas da esquerda plantam o ódio e acabam tragados pelos monstros que acalentam. 
  • Fábio Assunção é tão desprezível que se humilha com textão no Facebook, já que sem a aprovação do movimento negro não poderá fazer parte da República Popular da Lacrolândia. 
  • O movimento negro é patético, deplorável e digno de repulsa. Sua agenda não diz respeito aos negros, mas sim ao totalitarismo contido em seu racialismo rastaquera. 
  • A situação é tão patética que até o comunista Ancelmo Góis, ex-colaborador confesso da KGB, faz chacota dos estúpidos extremistas e suas bandeiras vergonhosas. 
  • Seria interessante saber quem são os tais artistas negros. Será que aquela senhora rica filha de advogado que declarou que os brancos atravessam calçadas por conta da cor de sua pele também está entre eles?


Tecnologia do Blogger.