Ads Top

Caetano, Sônia Braga e outros artistas de extrema-esquerda apoiam as invasões do MTST, mas não dividem seus imóveis com os sem-teto


Circula nas redes sociais uma foto em que aparecem em simulado ar triunfante o cantor Caetano Veloso e sua esposa Paula Lavigne, acompanhados do criminoso e miliciano Guilherme Boulos, das atrizes Sônia Braga, Aline Moraes e Letícia Sabatella, além do vereador por São Paulo Eduardo Matarazzo Suplicy e da cineasta e apresentadora Marina Person. Trata-se de um show que Caetano faria para os invasores de um terreno em São Bernardo do Campo. O bando de Boulos toca o terror na região desde que o Partido dos Trabalhadores foi escorraçado do ABC nas urnas. Mais tarde uma juíza proibiu a apresentação, levando os mesmos pilantras do 342 a falarem em "censura".

Mas o que chamou mesmo a atenção foi o naipe dos envolvidos. Gente branca, rica e viciada em verbas públicas e cachês milionários. Todos ali vivem muitíssimo bem enquanto pregam a divisão da propriedade com os mais necessitados. Veja bem: falamos da propriedade dos outros. A deles permanece intacta, nos rincões do Leblon, Vila Madalena, Jardins e adjacências. Que o diga Sônia Braga, que morou em Nova York por anos. Nos Estados Unidos também existem sem-tetos, mas a atriz nunca aceitou dividir seu apartamento com alguns deles. Também não o faz aqui em São Paulo. Aliás, é um problema social que não foi criado pelo atual prefeito de São Bernardo ou pelos atuais governantes do estado de São Paulo, menos ainda por Michel Temer. Sônia nunca se manifestou sobre o fato quando o PT estava no governo. Hipócrita é o que esta senhora é.

A baixeza destes senhores só fica pior se analisamos com lupa os métodos de Boulos. Ele escraviza pessoas humildes para conquistar propósitos políticos. Muitas vezes ele coloca seus peões à frente de outros trabalhadores humildes que submeteram aos morosos sorteios de casa própria (por mais que o governo queira, há mais demanda que oferta quando se trata de moradia popular). Boulos pratica extorsão, terrorismo e banditismo. Mas é ao lado dele que ficam Caetano, Letícia, Aline, Sônia Braga e outros monstros morais. Os que odeiam o cidadão comum querem mais é que criminosos invadam a propriedade privada de quem não é membro da seita, sobretudo se a prefeitura ou governo em questão não for aliado da organização criminosa. O melhor que se faz com estes embusteiros é tratá-los como os leprosos morais que são. 

Curta O Reacionário no Facebook:

Tecnologia do Blogger.