Ads Top

Advogada de TV democrata celebra atentado por vítimas supostamente serem “republicanas”. Acabou demitida.


A advogada Hayley Geftman-Gold não se incomodou com o banho de sangue praticado pelo atirador Stephen Paddock em um show de country em Las Vegas. Para a abominável mulher, as vítimas não mereciam qualquer tipo de lamento. “Não sinto nem pena, porque fãs de música country geralmente são republicanos que defendem o porte de armas”, escreveu a moça. A asquerosa mensagem já seria censurável em se tratando de uma pessoa comum, mas com Hayley a reação foi explosiva: ela é era executiva da CBS News, ramo jornalístico da poderosa Columbia Broadcasting System. Justamente uma das emissoras que mais ajudaram a vender a imagem de Donald Trump como um monstro pregador de ódio. O canal foi um dos que mais veiculou as imagens de selvageria em comícios do republicano, que segundo se soube depois nada mais eram que armações financiadas pela direção do Partido Democrata para prejudicar o candidato adversário. A armação derrubou a presidente do Comitê Democrata Debbie Schultz.

Bom, a internet reagiu e a CBS não teve outra saída senão demitir a executiva. Em nota, a emissora afirmou: As visões que ela expressou nas redes sociais são completamente inaceitáveis para todos nós. Nossos sentimentos estão com as vítimas de Las Vegas e suas famílias”.

Bom deixar claro: aquele ninho de radicais polidos só tomou tal posição por não suportar a pressão das redes. Mas a pressão foi necessária e foi bem executada. A Direita precisa agir com indignação e demonstrar as incoerências da extrema-esquerda sem pestanejar e menos ainda, sem suavizar a responsabilidade moral de monstros morais com o argumento de que são “burros, inconsequentes ou equivocados”. Neste caso não houve paternalismo e a moça foi punida. Foi punida por demonstrar publicamente quais são os desejos ocultos dos progressistas, aqueles fascistas camuflados que vivem clamando por mais amor.

As informações são do Daily Wire

Curta O Reacionário no Facebook:

[left-sidebar]
Tecnologia do Blogger.