Ads Top

Protegido por Janot e Fachin, Joesley se acha no direito de usar a Folha para chamar o brasileiro de otário


Joelsey Batista resolveu se defender. Mas se defender do que, sendo que ele foi praticamente absolvido pela asquerosa dupla Rodrigo Janot e Edson Fachin? Quis defender sua moral, aquela que ele sequer possui. Por mais bizarro que pareça, a entrevista vem por meio de um grande jornal após o mesmo senhor ter ameaçado jornalistas na mesma semana. Joesley ameaçou processar quem o chamasse de criminoso (como é feito nesta página com frequencia). E qual jornal foi este? A Folha de São Paulo, é claro. 

Em primeiro lugar, o texto sequer deve ter escrito por ele. Toda a competência e talento de Joesley são canalizadas para a extenuante tarefa de assaltar os cofres públicos. Também é perito na dissimulação, como o texto escrito pelo ghost-writer nos deixa claro. 

Joesley é um sujeito esperto o bastante para ter inflado seus negócios com dinheiro público por meio de operações cobertas por um verniz de legalidade. Quando viu que a Operação Lava Jato estava prendendo geral, decidiu fazer conchavos com quem não queria prender ninguém que não fosse o presidente Michel Temer. Considerando o objetivo máximo de Rodrigo Janot, Joesley tomou o mesmo caminho de Randolfe Rodrigues, Alessandro Molón e outros porcos: decidiu disfarçar sua sujeira publicamente atacando corruptos. 

Pois é. Este senhor foi o que mais lucrou pessoalmente com os esquemas criminosos engendrados pelo petismo. É o mesmo senhor que se faz de vítima, que ataca a imprensa e vocifera. Como covarde que é, vocifera a distância. Este estelionatário não era tão valente antes de receber o perdão das mãos sujas de Janot em troca da cabeça presidencial. Também não era tão valente antes de acertar o apoio espúrio das Organizações Globo e de veículos menores que aceitaram se curvar para a velha tática da prostituição disfarçada de jornalismo. 

Este é Joesley, o homem que acha que pode fazer a todos de otários. 

  Curta o Reacionário no Facebook:[left-sidebar]





Tecnologia do Blogger.