Ads Top

Criminoso que matou comparsa por ter atirado em mulher demonstrou ter mais moral do que a extrema-esquerda brasileira

 
Notícia do Jornalivre:
 
Uma mulher foi baleada na porta de casa durante uma tentativa de assalto na zona leste de São Paulo na noite do último domingo (9). Durante o ocorrido, os supostos criminosos trocaram tiros entre si e um acabou morto.
Por volta das 19h do domingo, Andreia Rodrigues, de 45 anos, reunia-se com amigos e familiares na porta de uma residência na Rua Alexandrina Pereira Novaes, na Vila Nova Pauliceia, para um churrasco. Dois homens armados abordaram o grupo de moto para tentar roubar os celulares.
De acordo com o Polícia Militar, houve uma reação de um dos presentes. Em seguida, um dos assaltantes disparou e acertou Andreia na cabeça. O outro criminoso discordou da ação e os dois começaram a discutir.
A briga corporal transformou-se em troca de tiros. Um dos assaltantes, Gustavo Luna, de 20 anos, foi encontrado morto próximo ao local e o outro, Caique Delgado, de 18 anos, ferido. Não há informação se o que sobreviveu foi ou não o responsável pelo tiro inicial.
 
Este criminoso demonstrou ter mais moral que a porca extrema-esquerda brasileira. Enquanto estes militantes validam a barbárie e criminalizam a legítima defesa, o criminoso achou que o tiro na vítima era injustificável. Imagine se o atirador houvesse sido morto por um dos presentes: a extrema-esquerda diria que ele era a vítima da sociedade. Imagine que a vítima houvesse sido morta no assalto: a extrema-esquerda não comentaria nada. Em qualquer um dos cenários, estes arremedos de seres humanos estariam ao lado do agressor.

Desta notícia se chega a conclusão que indivíduos como Maria do Rosário, que se tornou conhecida nacionalmente por defender o assassino e estuprador Champinha, assassino de Liana Friedenbach. O que não é nada absurdo para quem defende os crimes de Stalin, Fidel Castro e Kim Jong Sun. Dias desses a grande notícia foi que os embaixadores de Cuba e Coréia do Norte foram aplaudidos no Congresso do PT. É isso que torna Jean Wyllys, Alice Portugal, Chico Alencar, Randolfe Rodrigues, Gleisi Hoffmann, Alessandro Molón e congêneres são muito piores do que qualquer criminoso. Afinal de contas, a escalada nas ações dos criminosos sórdidos são apenas consequências da influência nefasta que estes discípulos de carniceiros tomam na política para que o país mergulhe no caos. Afinal de contas, é assim que eles pretendem tomar o controle do país.

  Curta o Reacionário no Facebook:[left-sidebar]





Tecnologia do Blogger.