Ads Top

A fake news do Jandirão: nada na mulher é verdadeiro



Notícia do Jornalivre:
A deputada federal Jandira Feghali, do PCdoB, publicou em seu Twitter um link que leva a um site esquerdista. O texto fala da “Lista da USP”, uma lista baseada em um suposto estudo sobre os 10 maiores sites de notícias falsas do país.ScreenShot_20170725144043.pngO “estudo” em questão cita como seus responsáveis a AEPPSP e também o Monitor do Debate Político Online, além de atribuir de propósito a sua origem como sendo um “estudo da USP”, com a finalidade de dar credibilidade ao material. O único problema é que todos estes órgãos citados como responsáveis pelo estudo negaram, ainda em janeiro – quando a lista saiu – que tenham feito qualquer estudo do tipo.
Aliás, para que fique claro, esta é uma lista falsa e ela já foi desmascarada há meses, basta ver aqui. Sendo assim, a própria lista é em si uma notícia falsa.
Esta é Jandira Feghali. A mulher é tão falsa que diz que se posiciona contra as reformas por defender os direitos do trabalhador, mas deu calote nos trabalhadores de seu restaurante de comida árabe no Rio de Janeiro. Depois de comemorar a delação de Sérgio Machado contra Michel Temer, Jandira se viu vítima do mesmo alcaguete: ele diz que a deputada pediu uns trocados para ele para financiar sua campanha. Ele conseguiu os recursos com a Queiroz Galvão, conforme registrado no TSE (Jandira depois negou que fosse propina. Médica que é, a senhora disse que recebeu a grana da Queiroz Galvão por ter sempre atuado no sindicalismo em favor da indústria naval do Rio de Janeiro). Agora a comunista quer acusar um movimento de espalhar fake news citando uma fake news. O fato só não é bizarro pois é exatamente o que se espera de alguém que comunga do credo no estelionato e no culto a mentira, que é o comunismo. 

  Curta o Reacionário no Facebook:[left-sidebar]





Tecnologia do Blogger.