Ads Top

Assim como Maria Antonieta, Temer esperou ficar de frente para a guilhotina para falar grosso


Michel Temer esperou a chegada do meteoro para agir com firmeza. Ciente de que tem culpa no cartório, decidiu enfrentar as acusações com a coragem que nunca teve ao longo de seu mandato presidencial. Com a corda no pescoço, resolveu falar grosso. Quase como Maria Antonieta diante da certeza da guilhotina. 

Ocorre que agora é tarde. Temer já é um cadáver político e moral, um walking dead presidencial. Que parece ter aprendido muito com Dilma Rousseff, já que optou por enfrentar o processo e queimar o país junto enquanto tenta se salvar da morte certa. Repetiu até a acusação de que as gravações seriam ilegais e de que a investigação não passa de uma "conspiração", parafraseando a tese petista do golpe. Como sempre é repetido aqui, ele não foi escolhido para vice na chapa petista pela beleza de seus olhos ou pela maciez de seus cabelos, mas sim por sua personalidade criminosa. 

O caso é que Temer poderia ter tido algum sentimento de dignidade renunciando. Preferiu desafiar a Operação Lava Jato, forçando o ministro do Supremo Tribunal Federal a revelar as gravações dos proprietários da JBS. Outra fator da qual Temer não poderá se beneficiar é de que ele não conta com um séquito de fiéis extremistas. Enquanto Dilma contava com os sociopatas seguidores do culto petista - que seguirão seus líderes mesmo que se descubra que consomem uma dieta com base em na carne fresca de bebês recém nascidos, Temer dispõe tanto da ojeriza dos cidadãos honestos quanto a oposição dos fanáticos que já foram seus aliados de conveniência. É morte certa.

As próximas horas serão eletrizantes. Temer resolveu deixar de lado as sutilezas para partir para ir a guerra. Considerando que o presidente não tinha aberto ainda a caixa preta da Petrobras e BNDES (agora sabemos o motivo), pode ser que resolva agora trazer a público tudo o que sabe de podre sobre os antecessores - já que se sabe que até agora o governo tergiversava em atacar o governo anterior. Será a última pá de cal na Nova República.

Tecnologia do Blogger.