Ads Top

A ironia é que o deputado atacado por tonton macouté da CUT era jagunço de Dilma na Câmara




O deputado federal Marcelo Castro foi atacado por extremistas da Central Única dos Trabalhadores (CUT), no aeroporto de Teresina. O deputado acabou desferindo um chute contra uma manifestante que o atacou. A cena é digna de The Walking Dead.


Por ironia do destino, o tal deputado é filiado ao PMDB. Parte da frente que tentou barrar o impeachment de Dilma Rousseff, foi agraciado pela criminosa com o Ministério da Saúde. No dia da votação do acolhimento do pedido de impeachment pela Câmara dos Deputados, voltou ao seu cargo para votar contra o afastamento. Felizmente perdeu.

Não deixa de ser irônico ver que um sujeito vendido que foi jagunço de Dilma acabou acossado justamente pelos tonton macouté que sustentam esta ideologia. Vamos lembrar que este mesmo parlamentar ofendeu todos os brasileiros na esperança de lucrar ao lado do governo que sustentava os mesmos fascistoides que o atacaram no aeroporto. Como diz o ditado espanhol, "Cría cuervos que te sacarán los ojos" Nós que defendemos a democracia nos colocamos tanto contra os radicais quanto contra políticos mercenários que se aliam aos bárbaros por fisiologismo. Agora Marcelo irá dormir com a seguinte reflexão: se sua aposta em Dilma desse certo, estes mesmos monstros estariam no fazendo isso em escala maior - assim como as milícias chavistas fazem na Venezuela. 

Tecnologia do Blogger.