Ads Top

Lula rasteja na lama, usando a fé de Deltan Dallagnol para atacar o procurador


A essa altura, todos nós já sabemos que Lula é um criminoso psicopata, autor do maior esquema de corrupção do mundo e pai da facção que comandou o país durante treze anos. Não é mentira, são informações da Justiça americana e do Ministério Público Federal. O que é inadmissível é que ele continue solto ofendendo os brasileiros.

Lula deveria ter sido preso ontem, já que sobram provas contra ele. Do contrário, ficará por aí atirando para todos os lados. Como fez ontem ao rastejar na lama para atacar Deltan Dallagnol usando uma questão de foro íntimo, que é a fé do procurador. Disse Lula:

Fomos criados para mudar a história deste país e para agir corretamente. Quem comete erro paga pelo erro que cometeu. A instituição é muito forte. E aquele Dallagnol sugerir que o PT foi criado para ser uma organização criminosa… O que aquele moleque conhece de política? Ele nem sabe como se monta um governo. Não tem a menor noção. Ele acha que sentar em cima da Bíblia dele dá a solução de tudo.


Neste caso, Lula usou o expediente da fé para atacar Dallagnol. Intolerância religiosa, talvez. Mas em se tratando de Lula, a baixaria é padrão. Se Dallagnol fosse preto, homossexual, católico, umbandista, maçom, judeu, mulher ou travesti, a baixaria de Lula seria a mesma. O chefe da organização é um ser tão abjeto que usa agressão e truculência como defesa. Em todo caso, foi um ataque sórdido que merece o repúdio veemente de todos os protestantes brasileiros e demais cidadãos. Lula é do tipo que não respeita nem seus lacaios, já que sofre de delírios de grandeza. Em sua cabeça, ele próprio é uma divindade. Os demais seres humanos ou servem de gado ou devem ser trucidados.

O que é inadmissível é que se demore mais a trancafiar este sujeito asqueroso, imundo e pestilento. O momento não é só para demonstrar apoio ao MPF, mas sim de pressionar para que o chefe da facção encontre seu destino. Porque se fosse um pobre acusado de roubar um pão, certamente já estaria preso. Qual é o problema em se fazer justiça contra um golpista? Prender Lula é questão de segurança nacional, já que psicopatas tendem a ficar cada vez mais instáveis. Em se tratando de um político com ascendência messiânica sobre uma horda de agressores em potencial, a estabilidade democrática simplesmente fica ameaçada. Também é bom citar os que se postam ao lado deste leproso moral, se contaminando da doença que tomou conta desta criatura. A história não perdoará. 

O Getúlio do prostíbulo já voltou aos palanques de olho em 2018. Está apostando na impunidade e na frouxidão dos operadores da Justiça. Também já seleciona seus lacaios, para serem seus laranjas caso ele próprio não possa concorrer. O recado ao cidadão é: lembre-se do Lula de hoje, e de quem o apóia. Principalmente se você for mulher, evangélico, homossexual, negro ou qualquer uma das minorias já agredidas por Lula e seus jagunços. Não deixe que o seu agressor tenha ainda mais poder sobre você.

Tecnologia do Blogger.