Ads Top

Kennedy Alencar quis forçar a barra com Doria. Mas foi "dibrado"


Foi bem razoável a entrevista concedida pelo prefeito João Doria Jr ao jornalista Kennedy Alencar, o irmão do glorioso empresário Beckembauer Rivelino (da gráfica fantasma VTPB). Ninguém pode negar que Kennedy é um sujeito brilhante e ágil na retórica. Sagaz em suas perguntas, lançou perguntas que mais pareciam bisturis na carne.

O problema (para Kennedy Alencar), é que Doria também é jornalista. Não se deixou iludir pelas miragens projetadas pelo irmão dos donos da gráfica fantasma que recebeu R$ 16 milhões da campanha de Dilma Rousseff. Doria parecia o bruxo Ronaldinho Gaúcho, distribuindo "dibres" em Kennedy.

Primeiro destaque: quando Kennedy tenta jogar a miragem de que os pixadores são jovens de periferia, como se a pobreza justificasse o crime. A invertida de Doria perguntando se o jornalista gostaria de ter sua casa pixada tirou o entrevistador do prumo.

Segundo destaque para quando o jornalista tentou aplicar a narrativa de que a corrupção do Partido dos Trabalhadores é exatamente igual a corrupção dos outros partidos (quando todos sabem que os outros partidos possuem políticos corruptos, mas que só o PT tinha um plano criminoso de poder). Foi uma boa tentativa de relativismo Kennedy, mas não deu para você desta vez.


Tecnologia do Blogger.