Ads Top

Lula e seus advogados acham que os brasileiros esquecerão de seus crimes se ele processar todos os que o criticam



Lula e seus advogados irão processar a revista Época pela edição da semana passada. O motivo da ira é a denúncia do empresário Davincci Lourenço de Almeida, estampada na capa da revista. Está lá no Paraná Portal

Segundo a defesa de Lula, “os demandados se acumpliciaram para produzir essa infame e leviana acusação sobre uma mala de dinheiro recebida por Lula em troca de suposta ajuda para a construtora Camargo Correia fechar um contrato com a Petrobras”. A defesa sustenta que tal fato jamais ocorreu. “O mais grave é que a reportagem fiou-se na fantasiosa versão de Davincci Lourenço de Almeida, pessoa cujo histórico de vida contempla outros atentados contra a honra alheia”, ponderam os advogados.

Lula já processou a IstoÉ em outra ocasião por conta de uma matéria assinada por Debora Bergamasco, em que a jornalista trouxe em primeira mão a íntegra da delação de Delcídio Amaral. Ele revelou todos os detalhes da trama para dar fuga ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Participaram da conspiração Lula, Dilma Rousseff, Aloísio Mercadante e o banqueiro criminoso André Esteves (que é sócio do UOL). 

Lula também processou Marco Antonio Villa (que o chamou de chefe de quadrilha em diversas ocasiões), processou Danilo Gentili (por ter afirmado que o "atentado" ao Instituto Lula era uma fraude) e dezenas de jornalistas e veículos de imprensa pelo país afora. Lula acha que pode encobrir os fatos esquartejando o mensageiro. 

Lula já perdeu o processo para Villa, já perdeu contra Gentili e seguirá perdendo processos pelo simples fato de que essas ações judiciais não anulam os crimes praticados pelo líder máximo da organização criminosa que operava usando um partido como fachada. Se a defesa de Lula conseguisse provar com argumentos jurídicos que seu cliente é inocente das muitas acusações que são feitas contra ele, provavelmente estariam empenhados nisso. Como lembrou Gentili, qualquer um estaria mais preocupado com o MP do que com piada de humorista. Esta patrulha jurídica tem como objetivo único criar espuma e incitar a militância moribunda contra quem chama Lula pelo nome, que é chefe de quadrilha. Tanto o penta-réu quanto seus advogados devem compreender que isso não anula a lembrança dos muitos crimes e ofensas já conhecidos (muita lama ainda não foi descoberta). Pelo contrário, pode até aumentar a rejeição estratosférica dos brasileiros a essa figura tão desprezível.

[left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.