Ads Top

Depois de defender cusparada de Jean Wyllys, FHC defende Lula em depoimento contra Moro



Na terça-feira, tratei dos depoimentos canalhas de Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso em defesa da cusparada que Jean Wyllys deu no deputado Jair Bolsonaro. Hoje o ex-presidente quis ir ainda mais longe: ao depor para o juiz Sérgio Moro na qualidade de testemunha de defesa de Paulo Okamoto, capanga de Lula e presidente do Instituto que leva o nome daquele chefe de quadrilha.

FHC praticamente inocentou Lula de todos os crimes a ele atribuídos, afirmando inclusive que um presidente da República "não tem conhecimento sobre as indicações feitas para diretorias na Petrobras", além de ressaltar que o Instituto Lula "não" recebeu dinheiro por fora. 

Sobre FHC já não restam dúvidas, apenas certezas. Ao menos o fabiano tem o mérito de demolir a narrativa petista de que Lula só incorreu nas mesmas práticas que os tucanos. Ao afirmarem que os tucanos praticaram crimes em sua administração (não é mentira, vide o episódio da emenda pela reeleição), os petistas acabam admitindo a própria corrupção. 
[left-sidebar]


Tecnologia do Blogger.