Ads Top

Mino Carta chorando pela falta de atenção do governo




Não é de meu costume, mas me caiu nas mãos um dos "editoriais" do Mino Carta. Em um vídeo repleto de falácias, falsos paralelos e miragens, este senhor infeliz faz algumas afirmações mentirosas sobre o país. Arrogando para si a dignidade e moral que não possui, Mino simula indignação com nossa miséria, sobretudo com a questão da segurança pública. 



Mas ressalto aqui o que ele falou sobre o governo não ser tão pródigo e generoso com a Carta Capital como a gestão da destronada Dilma Rousseff. Mino tenta comparar seu pasquim sujo com publicações maiores que possuem demandas muito maiores no mercado. Particularmente, sou contra a publicidade estatal. Mas pior que isso é torar dinheiro público com publicações menores, sobretudo com panfletos ideológicos. 

Não, a prática só faz sentido sobre a ótica de quem tem uma agenda ideológica. Aí o recurso se justifica, tal qual fazia o PT e seus blogs sujos. Mino, que recebe ordens direto do mestre, ficou ressentido. Pudera. Foram embora as verbas publicitárias e os cheques da Odebrecht. Não faz sentido financiar quem prega a barbárie, como é o caso da Carta Capital (ontem mesmo diziam que depredar ônibus era um "direito de quem luta". 

De resto, só comento o embuste que este senhor representa. Ele finge repudiar o PCC enquanto organização criminosa, mas sua revista já fez a defesa pública das Farcs. Pior que isso, só a defesa que sua revista faz da organização que usa o registro oficial de Partido dos Trabalhadores para suas atividades criminosas. 

 Curta O Reacionário
[left-sidebar]



Tecnologia do Blogger.