Ads Top

Gleisi é fascista, segundo seus próprios critérios

Em meio a um ano que não começou fácil, a senadora Gleisi Hoffmann resolveu falar um pouco de si em sua página no Facebook. Compartilhando uma passagem de Noberto Bobbio, Gleisi afirmou que o pensamento do filósofo político é muito preciso. 



E é. Noberto Bobbio diz que o fascista fala o tempo todo em corrupção, que acusa, insulta e agride. Mas que é apenas um criminoso, um sociopata que faz carreira na política. E que quando está no poder, não hesita em torturar, matar, roubar sua carteira, sua liberdade e seus direitos. Parece estar descrevendo o Partido dos Trabalhadores, seus aliados e toda a extrema-esquerda. Inclusive a própria Gleisi Hoffmann. 

Com eles não é assim? Não tiram as liberdades de expressão, de ir e vir, de culto, de propriedade e até o direito a vida? Não são eles que pregam que coxinhas devem ser degolados, presos, deportados, enforcados e etc? Que pregam a censura, a erradicação da oposição, o confisco de bens e o governo único? Não são eles que meses atrás se prostraram em luto por um defunto fascista que fez todas essas coisas em Cuba? 

A Coxa beijando o ditador Maduro

Bobbio trata aqui de questões comuns a todos os aliados do petismo. O mais notável no momento é a Venezuela, dirigida por um grupo que tem relações íntimas com o narcotráfico. Que acusam seus antecessores de corrupção. São fascistas. 

A própria Gleisi é uma fascista em tanto. Como se fosse honesta, acusa o governo Michel Temer de corrupção. Sendo que há pouco tempo eram aliados (e sócios no crime). A petista que se arrastava por hotéis, restaurantes, shoppings e aeroportos para receber malas de propina cobra ética do governo. A senadora que tem o codinome "Coxa" na planilha da Odebrecht chegou até a intimar a advogada Janaina Paschoal para que também entrasse com um pedido de impeachment contra os governadores do Paraná e São Paulo, acusando a advogada de ter recebido pelo seu parecer sobre as pedaladas fiscais. A mulher asquerosa que protagoniza cenas lamentáveis no Senado sempre que há uma câmera por perto fala em democracia, mas é ligada a grupos que promovem agressões contra dissidentes. 

Gleisi, que já foi intimada a devolver 2 milhões aos cofres públicos como reparação de alguns de seus apliques, quer sugerir por meio daquela postagem, que seus adversários são fascistas. Mas foi ela quem tentou usar a tragédia de Campinas para atacar seus críticos. A mulher que roubava aposentados junto com seu marido ex-ministro agora quer se vender como santa. Deixa claro para todos, quem são os verdadeiros fascistas. 

Não, Gleisi. Vocês não passarão.

[left-sidebar]
Tecnologia do Blogger.