Ads Top

A extrema-esquerda está em fúria porque um simples zelador humilhou os advogados de Lula e destruiu sua narrativa


Como diriam os progressistas, a internet “não soube lidar” com o vídeo em que o zelador do tríplex do Condomínio Solaris dá uma surra retórica no arrogante advogado Cristiano Zanin, da defesa de Lula. O advogado começa sugerindo que José Afonso Pinheiro teve “motivações políticas” quando afirmou que Lula havia visitado o apartamento com a esposa, e só porque o sujeito foi candidato a vereador. Esse argumento nem é novo. Muito se viu essa argumentação golpista quando alguns representantes de movimentos pró-impeachment se candidataram este ano. Essa lógica fascista diz que a política deve ser área exclusiva para Lula e para os amigos de Lula. 

Mas a investida não ficou só nisso. José Afonso lembrou as represálias que sofreu por ter dito a verdade. Ele que foi zelador durante a vida inteira perdeu o emprego por ter dito a verdade. Ou melhor, por ter desafiado a influencia do maior criminoso político de que se tem notícia neste país. Zanin deve mesmo estar se sentindo um lixo. Ele, um advogado renomado a serviço de um ex-presidente, foi humilhado por um zelador negro e sem formação.  

É bom lembrar que a defesa de Lula já admitiu que não dispõe mais de argumentos jurídicos para defender um réu que segundo os próprios advogados, será condenado. São muitos processos, muitas provas e muitos delatores. Como todos os caminhos levam lula para o cárcere, a saída dos advogados foi a covardia. Irão apostar em argumentos políticos para defender o cliente, incluindo o enfrentamento ao juiz Sérgio Moro. Quase como fez a advogada de Lindbergh Alves, o assassino de Eloá Pinheiro. Diante da certeza da condenação, o alvo passa a ser a justiça. 

Bastou isso para que a extrema-esquerda atacasse o homem. O Brasil 247, aquele cujo dono Leonardo Attuch está envolvido até o pescoço na Operação Lava Jato, resolveu atacar José afirmando que “ele fez da política o seu trampolim”. É o que restou para quem levou uma surra quando aquele sujeito oriundo das camadas mais baixas da população disse uma verdade bastante inconveniente para os jornalistas, acadêmicos, artistas, políticos e ativistas que defendem o plano criminoso de poder: 
"Posso falar o que vocês são? Vocês são um bando de lixo, lixo. Isso que vocês são. O que vocês estão fazendo com nosso país"

Pronto. Foi um atropelo. 

Este caso é só mais um que ilustra como o PT e a extrema-esquerda tratam os pobres, os negros, os desfavorecidos. Para essa gente, homens como José Afonso e outros joãos e josés servem apenas como cavalgadura. Fazem discursos falando de pobres, fingem defender o trabalhador, encenam preocupação com justiça social. Mas quando ninguém está olhando, estão conspirando para subjugar estas mesmas pessoas. O ódio que estão sentindo de José talvez nem se deva tanto ao depoimento, que seria irrelevante para o caso (o Jornal Nacional já havia obtido imagens de Lula e Marisa no tríplex na companhia do empreiteiro presidiário Leo Pinheiro). O ódio da extrema-esquerda é com a audácia de quem rejeitou toda a verborragia demagógica e toda a narrativa golpistas para chamar as coisas pelo nome. Eles elaboraram um grande estelionato retórico, e veio o tal José e derrubou tudo. A indignação dos apoiadores do Jim Jones de São Bernardo é: “Quem ele pensa que é?”

Veja o vídeo



                                                                                                                                          
Colabore com o blog. Faça a sua assinatura ou doe para O Reacionário 

ass
btn_donateCC_LG (1) [left-sidebar]

Tecnologia do Blogger.