Ads Top

Temer está pagando pela covardia e mediocridade


O vendaval Marcelo Calero varreu Brasília e transformou algo pequeno no que pode ser a gênese do fim do governo Michel Temer. Temer poderia ter cortado Geddel Viera Lima logo no começo, ressaltando que o Iphan é que tinha que tratar do caso e que a decisão do órgão era soberana. Mas não. Falou para Calero “relevar” as pressões de Geddel. Esse caso consegue ser ainda mais tosco que o Fiat Elba. Pelo menos Fernando Collor deu uns rolês com o Elba. É provável que Temer nunca tenha ido no tal apartamento de Geddel. 

Muitos argumentam que aquele pedido de impeachment protocolado por PT e PSOL não tem chances políticas ou jurídicas de prosperar. É verdade. É quase impossível que Rodrigo Maia vá aceitar o pedido, assim como não há maioria para afastar Temer. Os motivos jurídicos não existem porque antes mesmo de Calero sair, o que ficou estabelecido foi a decisão do Iphan. Mas convenhamos: que vacilo. 

Temer abalou Brasília por causa da merda de um apartamento. Temer fez o dólar subir porque quis manter um ministro problemático que sairia do cargo uma semana depois. Temer jogou o Brasil na beira do abismo porque não aprendeu coisa alguma com os rumorosos eventos que tiraram sua antecessora da cadeira que ele hoje ocupa. 

Temer reúne duas condições terríveis: ele consegue reunir mediocridade e covardia, comungando essas duas fraquezas de maneira explosiva. Lá atrás deu sua arregrada mais emblemática: recriou o Ministério da Cultura. Não suportou o grito de alguns artistas indignados com a possibilidade do fim do parasitismo estatal. O jovem Calero foi empossado já falando contra a CPI da Lei Rouanet. Agora vem deste Ministério a ruína de Temer. Em que se pese a suposta deslealdade de Calero, se gravou ou não o presidente, isso não é relevante. O que é relevante (e muito grave), é saber que em meio a uma crise sem precedentes, o comandante máximo do Estado brasileiro volta suas atenções para um apartamento em Salvador. Quando Geddel veio com a conversa, Temer já deveria ter deixado claro que não trataria do assunto. Mas preferiu ser Temer. 

É claro que não podemos esperar que Temer seja o presidente modelo: o homem já foi vice de Luiza Erundina e de Dilma Rousseff, se elegeu presidente pelo esquema criminoso de poder do Partido dos Trabalhadores. Mas decoro é fundamental. Ainda que esse áudio não seja tão grave quanto aquele do Bessias, ou que o objeto da discussão não seja tão criminoso quanto à trama de Dilma, Lula e André Esteves para que Delcídio libertasse Nestor Cerveró da cadeia, fica claro que o presidente ainda vive no passado. Não sabe que o país está em ebulição, que o povo já derrubou uma presidente e está avido por fazer uma limpeza. Este comportamento displicente é inaceitável. Temer consegue ao mesmo tempo reascender a combalida militância petista, dando voz a tipos andrajosos como Gleisi Hoffmann, Jandira Feghali e Jean Wyllys, assim como alimenta as esperanças de jacobinos como aqueles que invadiram o Congresso na semana passada. É um irresponsável. Bem na semana em que o senhor Rodrigo Maia arregimentou quase todos os partidos representados na Câmara para tramar uma rasteira contra Onyx Lorenzoni. 

Ah, é bom prestar atenção na qualidade dos homens de Temer. Ele montou um ministério com gente enrolada na Lava Jato e gente que não estava afinada com o desejo das ruas. Foi o que provocou a queda de Romero Jucá, Henrique Alves e agora Geddel. Do jeito que o presidente decorativo é articulado, é provável que o sucessor de Geddel seja alguém ainda mais estridente e problemático do que ele. 

Temer é medíocre. Poderia ter feito um grande governo, mas não teve culhões para se desvencilhar de suas velhas práticas. Isso faz lembrar um esquete do trambiqueiro Azambuja, do Chico Anysio Show ( é a primeira do vídeo). Azambuja vai passar a lua-de-mel com sua mulher, mas acaba não se empolgando na hora em que deveria. Depois da brochada, vem uma serie de considerações. Dentre elas, a mais importante, e que parece profética:

“Talvez eu seja do PMDB, aquele que quando tá por cima não sabe fazer nada”.


                                                                                                                                          
Colabore com o blog. Faça a sua assinatura ou doe para O Reacionário 

ass
btn_donateCC_LG (1)



Tecnologia do Blogger.