Ads Top

Os jagunços travestidos de estudantes sairão desse episódio menor do que entraram





O movimento dos invasores começa a sofrer graves reveses, principalmente no estado do Paraná. O que era o principal bastião dos que pedófilos ideológicos, agora se torna fonte de preocupação: segundo informações do Jornalivre, cerca de 50% das escolas invadidas já foram retomadas. 

Junto com a perda de espaço, vem a perda da pouca moral que desfrutavam na sociedade. Os que até então eram vistos como simples baderneiros (e com alguma bondade, idealistas utópicos), agora são encarados de acordo com sua natureza: esbirros autoritários do plano criminoso de poder.

No último instante, tentaram até lançar alguns truques de ilusionismo, como a menina que “lacrou” em discurso na Assembleia Legislativa do Paraná, ou do “Movimento Brasil Livre atuando como milícia à revelia da Justiça”. Nada adiantou. Os pais não querem seus filhos junto com esses degenerados, enquanto a maioria dos alunos até então silenciosa abre a boca para repudiar os golpistas. 

Pode ser o fim de uma era. Até então, os marginais da UNE, UBES, UJS e congêneres agiam como jagunços do petismo. Faziam o que bem entendiam, como se o país lhes pertencesse. Pareciam os hunos, espalhando o caos. Ou como diz a própria Camila Lanes em vídeo, “metiam o loco”. Agora estão acuados, usando alguns jornalistas canalhas em sua defesa.

Essas medidas desesperadas mostram o quanto estão em descredito. Tentaram expandir o movimento para outros estados, mas a resistência chegou junto. Já no Paraná, há até juíza evocando o ECA para conter a barbárie. Vê-se então a dimensão da derrota que se desenha para aqueles adultos que dizem representar secundaristas: um texto produzido pela extrema-esquerda está sendo usado contra eles. 

A tendência é que não consigam se reestruturar, uma vez que passam a sofrer com a resistência de gente que não tem nada ver com política. Para os fãs de Game Of Thrones, é impossível não comparar o movimento dos invasores com o exército de Stannis Baratheon. O detalhe é que ele fracassou na batalha justamente por se pautar por uma seita vermelha. Quis dominar os Sete Reinos inspirado em uma crença assassina que sacrificava crianças inocentes, igual os invasores que querem derrubar um presidente usando menores como fantoche e escudo. 

Sugiro a Carina Vitral, Camila Lanes, Emerson Catatau e outros radicais que o melhor que podem fazer no momento é bater em retirada. O movimento estudantil já não está em sua melhor fase, e pode ser reduzido a pó após esta derrota. 



                                                                                                                                          
Colabore com o blog. Faça a sua assinatura ou doe para O Reacionário 

ass
btn_donateCC_LG (1)
Tecnologia do Blogger.