Ads Top

Menos de 10.000 defendendo o plano criminoso de poder na Paulista. É cansativo manter a farsa




Ontem o Partido dos Trabalhadores registrou mais um fracasso: só 10.000 milicianos foram defender o plano criminoso de poder da organização chefiada pelo infame Luiz Inácio Lula da Silva. Considerando a natureza estelionatária desta gente, é possível cravar que haviam menos de 3 mil pessoas não Avenida Paulista. Só a violência se manteve pujante, com direito a confronto com a Polícia Militar e desordem no final da manifestação.

Os motivos alegados – grande número de manifestações, envolvimento da militância nas campanhas municipais e até o fim da violência policial, são todos motivos de riso. O que há é o cansaço de uma militância que tem mais ódio a democracia do que argumentos minimamente relevantes para justificar sua posição.

É claro, quem defende o esquema criminoso de poder não está interessado em verdades. A fraude sobre as falas de Deltan Dallagnol e o desmascaramento nacional, amplo e irrestrito provaram o quanto a militância é suja. Mesmo depois de desmascarados, eles continuaram a afirmar que “o Ministério Público Federal não tinha provas, só convicção”. Ainda assim, estão cada vez menos dispostos a ir para as ruas.

A questão que se coloca é que manter esse teatro de “luta contra o golpe” até 2018 será mais cansativo do que o previsto. A burguesia paulistana que olha seus conterrâneos de cima só porque é progressista não previa que sua farsa seria tão estafante. Também não previram que a narrativa golpista da esquerda seria combatida. Sim, apesar da péssima comunicação do governo Michel Temer e da completa inexperiência da Direita, a narrativa estelionatária não está vingando com tanta facilidade. Daí a classe média que vota 13 está cada vez menos disposta a marchar pela Paulista defendendo seus senhores.

Só para fazer um paralelo, nos momentos em que o petismo parecia mais invencível, foi o momento em que ocupamos as ruas com mais força. Quando a ex-presidente Dilma Rousseff nomeou o chefe da organização criminosa para o Ministério da Casa Civil, muitos entoaram o canto da sereia: o impeachment naufragou e Lula não será preso. Redobramos nossa presença nas ruas, e Dilma desceu a rampa. Lula ainda não foi preso, mas é questão de tempo. E a melancia suja? Simplesmente se acovardou. Gritam golpe em plenos pulmões em shows de Caetano em Paris ou no conforto de arquibancadas olímpicas. Mas não tem coragem de ir às ruas.


Aliás, não deixa de ser curioso o fato de que estes protestos deveriam ser ainda maiores. Afinal de contas, nesta semana passada o Ministério Público Federal fez a mais grave denúncia contra Lula. O infame Luís Inácio chegou a enfrentar a Justiça em um discurso delirante, em que conclamou a militância a sair nas ruas vestindo vermelho para mostrar o orgulho que tem do partido. E foi quando a militância compareceu em menor número. Talvez Lula tenha blefado além do razoável em seu discurso. Em um tempo em que os candidatos petistas estão travestidos em outras cores e escondendo padrinhos da históricos e a tradicional estrela, não podemos esperar tanta gente vestindo vermelho nas ruas. 
Tecnologia do Blogger.